J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
44-Informação Paroquial de 25 Outubro a 01 de Novembro 2015 Imprimir EMail

INFORMAÇÃO  PAROQUIAL  DE 25 OUTUBRO A 01 NOVEMBRO 2015

 

01.  BÊNÇÃO DA MÃE E FILHO APÓS-PARTO: Neste Domingo – dia 25 de Outubro – na Missa das 11h. Pedimos Inscrição prévia. Estarem às 10,40h. E-Mail:

 

02.  Rosário com as Famílias – Dia 25, por ser Domingo, será às 18,15h. Orienta MMF(Movimento Mensagem de Fátima)

 

03.  PPS(Pastoral Paroquial da Saúde) – Reunião dia 26 de Outubro, às 21:30h, na Matriz.

 

04.  Ensaio do Coro Vicarial- dia 26 de Outubro, 21:30h, na Capela da Ressureição

 

05.  O Movimento Mensagem de Fátima – Promove um Evento: Sábado, dia 31 de Outubro – Na Tenda da Amizade. Feirinha durante a manhã; Take Away  na  Hora de Almoço. Podem almoçar na Tenda. Durante a tarde, serão servidos Petiscos durante a tarde.

 

06.  MISSAS DOS SANTOS E TODOS OS FIÉIS DEFUNTOS 2015  -  IGREJA PAROQUIAL DE GONDOMAR:

DOMINGO - DIA 01 DE NOVEMBRO, dia litúrgico de Todos os Santos , há as seguintes Missas:

                                i.        Missa às 07:30h;

                               ii.        Missa às 09:30h;

                             iii.        Missa às 11:00h;

                             iv.        Missa às 15:00h; com Vésperas de Defuntos, Seguida Procissão ao Cemitério

OBS:   NÃO HÁ MISSA  ÀS 19:00H

 

SEGUNDA – DIA 02 DE NOVEMBRO, dia litúrgico de Todos os Fiéis Defuntos,

           Missa às 08:30h;

                         ii       Missa às 10:00h;

                        iii.      Missa às 19:00h – Por todos os Defuntos no Cemitério

 

ACONTECE PROXIMAMENTE – REGISTE JÁ E RESERVE DISPONIBILIDADE

 

07.    SEMANA BÍBLICA  NOS CAPUCHINHOS – Com o tema “Santificados pela Palavra” – de 02 a 07 de Novembro, às 21:15h nos Capuchinhos.

 

08.  Confraria Santo. Isidoro NS SRª da Lapa- Reunião Dia 2 de Novembro às 21:30h.

 

09.    Confissões para a 1ª Sexta-Feira – dia 04 de Novembro às 15:00H, na Matriz.

 

10.    Confraria das Almas – Reunião dia 09 de Novembro às 21:30h, na Matriz.

 

11.    MMF(Movimento Mensagem Fátima)–Reunião  11 de Novembro 09:30h  Matriz.

 

12.    MOVA(Movimento Vida Ascendente)- Reunião dia 11 de Novembro, às 15:30h, na Matriz.

 

13.    GEOP(Grupo Executivo Obras Paroquiais)- Reunião dia 11 de Novembro, às 21:30h, na Matriz.

 

14.  Monte Crasto – Missa de Ação de Graças a Nossa Senhora dia 13 de Novembro às, 08:30h. Neste dia Rosário às 21:00h na Igreja Matriz - Orienta Movimento da Mensagem de Fátima.

 

15.    Casamentos para 2016 – Já podem marcar o Matrimónio para 2016. Assim como as Bodas de Prata ou Ouro. No Cartório Paroquial, aberto das 17:00h às 19:30h.

 

16.    Movimento dos Cursilhos de Cristandade – Encontros às Quintas feiras: Ver, Avaliar e Agir, nos Ambientes.

 

17.  ACOLHIMENTO DE FAMÍLIAS REFUGIADAS --PAR - (Plataforma Apoio Refugiados) - http://www.refugiados.pt/ . A nossa Paróquia será Paróquia de Acolhimento. As Famílias que tiverem a coragem e a generosidade de abrir o coração às Crianças e Adultos Refugiados. Podem inscrever-se na Matriz. Ver abaixo todas as Condições. «que cada paróquia, cada comunidade religiosa, cada mosteiro, cada santuário da Europa acolha uma família» pediu o Papa Francisco.

 

18.    A nossa Casa Comum – Cuidar da Criação – Encíclica do Papa Francisco sobre a Criação. Carregue Aqui.

 

Durante dois Anos teremos também Missas às 19h, na Terça e Sexta, em regime experimental.

 

DOMINGO – XXX DO TEMPO COMUM – ANO B – EVANGELHO –EVANGELHO Mc 10, 46-52

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

 

Naquele tempo, quando Jesus ia a sair de Jericó com os discípulos e uma grande multidão, estava um cego, chamado Bartimeu, filho de Temeu, a pedir esmola à beira do caminho. Ao ouvir dizer que era Jesus de Nazaré que passava, começou a gritar: «Jesus, Filho de David, tem piedade de mim». Muitos repreendiam-no para que se calasse. Mas ele gritava cada vez mais: «Filho de David, tem piedade de mim». Jesus parou e disse: «Chamai-o». Chamaram então o cego e disseram-lhe: «Coragem! Levanta-te, que Ele está a chamar-te». O cego atirou fora a capa, deu um salto e foi ter com Jesus. Jesus perguntou-lhe: «Que queres que Eu te faça?». O cego respondeu-Lhe: «Mestre, que eu veja». Jesus disse-lhe: «Vai: a tua fé te salvou». Logo ele recuperou a vista e seguiu Jesus pelo caminho.

 Palavra da Salvação.



Comentário à Liturgia dominical: http://ecclesia.pt/

Fontes de Apoio à vivência da liturgia Diária: Secretariado Nacional de Liturgia.

 

Comentário à Liturgia Dominical e diária: http://www.dehonianos.org/portal/default.asp

 

Meditação Diária - em formato Áudio – sobre a Palavra do Senhor:

http://www.passo-a-rezar.net/

 

Α -------------------------------------------------- M-XP --------------------------------------------------

RUMO AO JUBILEU DOS CEM ANOS DE FÁTIMA

 

NESTA SEÇÃO, IREMOS COLOCANDO ALGUNS ITENS, RELATIVOS A NOSSA SENHORA, FÁTIMA E A VERDADEIRA DEVOÇÃO MARIANA, COMO CAMINHO PARA JESUS, NA IGREJA E NA EUCARISTIA.

E OUTROS SUBSÍDIOS DE VIVÊNCIA E PREPARAÇÃO

NESTE TRIÉNIO 2014-2015-2016.

 

ANO MARIANO 2017: Fátima e Aparecida no Brasil, geminadas

 

·         300  Anos do Encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida – Brasil

 

·         100 Anos das Aparições de Nossa Senhora do Rosário, em Fátima

 

 

 

“Caminhos de Fátima” cria alternativas mais seguras para os peregrinos.

 


 

Foi apresentado, no dia 1 de outubro, em Fátima, o projeto “Caminhos de Fátima”, uma iniciativa que envolve 14 câmaras municipais e que pretende apresentar uma alternativa mais segura para o caminho que milhares de peregrinos fazem a pé, anualmente, até à Cova da Iria.

No lançamento oficial, esteve presente o Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, que anunciou a afetação de três milhões e meio de euros para o projeto, através dos Programas Operacionais do Norte e do Centro.

A iniciativa conta, desde o início, com a colaboração do Santuário de Fátima. Maio de 2017 é a meta apresentada para a concretização do projeto, altura em que se celebra o Centenário das Aparições de Fátima.

 

A segurança dos peregrinos a pé que, anualmente, vêm ao Santuário de Fátima e a valorizarização do património cultural são os dois objetivos do projeto “Caminhos de Fátima”, que estudou um itinerário alternativo ao atualmente percorrido para retirar das estradas nacionais peregrinos e caminhantes.

O primeiro troço, já estudado e delineado, ligará o Porto a Fátima, numa distância de 212 quilómetros, na sua maioria fora das estradas nacionais e com apenas um acréscimo de 8% na distância total do percurso atualmente percorrido, explicou Cristina Azevedo, coordenadora do projeto.

“Para além do projeto integrado de sinalização vertical dos “Caminhos de Fátima”, que terá de ser estudado e implementado, foi iniciada, com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, a análise da possibilidade da criação de condições de proteção aos peões nas vias propostas, com integração no código da estrada e criação de sinalização específica”, adiantou a responsável.

O traçado identificado foi testado e consensualizado pelos promotores e permitirá: “recuperar calçadas romanas, atravessar vales agrícolas, aproveitar canais ferroviários desativados, incorporar margens ribeirinhas, integrar caminhos rurais e atravessar povoados, com clara vantagem para o espírito da peregrinação ou da caminhada”, lê-se no comunicado de apresentação da iniciativa.

Consenso alargado para um objetivo comum

Tudo pronto em maio de 2017

No total, são 14 as autarquias envolvidas neste projeto: Vila Nova de Gaia, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Albergaria a Velha, Águeda, Anadia, Mealhada, Coimbra, Condeixa, Soure, Pombal, Leiria e Ourém. Na organização deste “percurso cultural e religioso alternativo”, estiveram ainda envolvidas as três Comunidades Intermunicipais que envolvem o território (Aveiro, Coimbra e Leiria), as Estradas de Portugal, a Infraestruturas de Portugal, o Instituto para a Mobilidade e os Transportes, a Cruz Vermelha, o Corpo de voluntários da Ordem de Malta, as forças de segurança e, desde o início a colaborar no projeto, o Santuário de Fátima e os guias acreditados junto deste.

Devido ao consenso alcançado entre todos os intervenientes e para concretizar com maior celeridade a iniciativa, os referidos municípios têm prevista a constituição da Associação dos Caminhos de Fátima (ACF), que terá por finalidades o fomento e a defesa dos “Caminhos de Fátima”, a ajuda ao peregrino ou caminhante e a defesa e promoção do património cultural destes percursos.

Depois desta primeira etapa, os promotores aguardam agora pela atribuição de fundos comunitários através de um pedido já lançado pelos 14 municípios abrangidos, através dos Programas Operacionais do Norte e do Centro. Na sessão de apresentação do projeto, o secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Manuel Castro de Almeida, anunciou a resposta positiva Comissão Interministerial de Coordenação para a afetação de três milhões e meio de euros. Este valor viabilizará as intervenções de comunicação e sinalização previstas, num investimento superior a quatro milhões de euros.

A menos de dois anos de se assinalar o Centenário das Aparições, maio de 2017 é a data apresentada pelos promotores como meta para a conclusão dos trabalhos.

 

Bem-estar físico e espiritual dos peregrinos é prioridade

Num projeto acolhido, desde o início, pelo Santuário de Fátima, o seu reitor, padre Carlos Cabecinhas, reforçou o interesse da instituição em colaborar e apoiar no mesmo, por aquilo que representa para o “bem-estar dos peregrinos” que ali se deslocam.

“Fomos, desde o início, os anfitriões destes encontros. Esta iniciativa lançou-se, como primeiro encontro, que reuniu todos os presidentes de câmara envolvidos neste projeto, no Santuário de Fátima. Voltámos a ser o anfitriões, aquando da reunião com o Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional e temos procurado dar toda a facilidade logística para o desenvolvimento deste projeto”, garantiu o reitor do Santuário de Fátima.

O Santuário disponibilizou ainda toda a sua rede de orientadores e guias de peregrinos a pé em contacto com o projeto dos “Caminhos de Fátima”, com vista a uma “partilha de experiências para enriquecer a elaboração dos caminhos a pé”, informou o reitor do Santuário de Fátima, que não exclui a possibilidade de um envolvimento mais institucional na futura ACF.

Num momento em que se regista um “aumento do interesse pela peregrinação a pé até Fátima”, o reitor prevê um incremento do número de peregrinos, devido às cada vez melhores condições que lhes estão a ser propiciadas.

“A nossa expectativa é que grande parte da infraestrutura desta obra possa estar concluída em maio de 2017, para que os peregrinos possam, com mais segurança e com outra comodidade, vir em peregrinação ao Santuário”, referiu o reitor do Santuário de Fátima, recordando o “verdadeiro sentido da peregrinação”.

“Com a melhoria das condições para a sua caminhada, espero que os peregrinos possam viver a peregrinação a pé como essa experiência de fé, que permite avançar fisicamente, mas, ao mesmo tempo, progredir espiritualmente. É esse o verdadeiro sentido da peregrinação: o deslocar-se, mas para voltar diferente, para transformar a própria vida e o quotidiano”, concluiu.

__________________________________________________________________________

 

 

ACOLHIMENTO DE FAMÍLIAS REFUGIADAS

 

 

PAR - (Plataforma Apoio Refugiados) - http://www.refugiados.pt/

 

Famílias

 

 

O QUE É?

É um projeto de acolhimento e integração de crianças refugiadas e suas famílias em Portugal, em contexto comunitário, diperso pelo país, com o envolvimento de instituições locais (IPSS, Autarquias, Associações, Inst. Religiosas, Escolas,…) que assumam essa responsabilidade face a uma família concreta.

Considera-se, para a presente iniciativa, um conceito abrangente de “refugiado”, em que se incluem também pessoas em busca de proteção humanitária, provenientes de países em crise / guerra (nomeadamente, Síria) ainda que não tenham formalmente o estatuto de “refugiado”.

 

COMO FUNCIONA?

A PAR promove o acolhimento de famílias por instituições. Esta opção prende-se com a complexidade e exigência deste acolhimento, que implica respostas em todas as vertentes como o alojamento, a alimentação adequada, o apoio de saúde, a educação, a aprendizagem do português e a ajuda na integração laboral dos adultos que compuserem o agregado. Não está considerado, por isso, o acolhimento em contexto doméstico.

Constituição do PAR Instituição/Família, garantindo que essa instituição assegura à família em questão, todo o processo de acolhimento e integração ao longo de um ano, com um 2º ano de redução gradual de apoio, face à sua desejada autonomização progressiva.

Acolhimento e integração tendo em vista a autonomia – integração dos adultos no mercado de trabalho e das crianças na escola.

Apoio na aprendizagem de português, na integração na escola da(s) criança(s), no acesso à saúde, na integração no mercado de trabalho.

A PAR tem um Secretariado Executivo que receberá as propostas de instituições anfitriãs e as candidaturas de famílias, fará o encontro do par “instituição/família” e acompanhará posteriormente a instituição anfitriã no que necessitar, nomeadamente em termos de apoio técnico.

Se representa uma instituição que pretende acolher uma família de refugiados, preencha o seguinte formulário:

O QUE É NECESSÁRIO PARA ACOLHER UMA FAMÍLIA ?

 

Cada Instituição anfitriã deve ser capaz de garantir, através dos seus recursos e com os recursos de parceiros locais que mobilize, os seguintes requisitos para acolhimento de uma família:
– Alojamento adequado, preferencialmente autónomo.
– Alimentação
– Apoio no acesso ao mercado de trabalho
– Apoio no acesso à educação (crianças)
– Apoio no acesso à saúde (Centro de Saúde)
– Apoio na aprendizagem do português

 

Formalização da oferta, indicando o perfil de família (composição, nº máximo de membros,..)

Estruturação de um protocolo com a PAR, com a formalização do compromisso.

Necessidade de formação / preparação das instituições de acolhimento, nomeadamente para as dificuldades típicas destes processos e de como evitá-las / minimizá-las.

As instituições que queiram acolher uma família devem contactar o Secretariado Executivo da PAR, sedeado no Serviço Jesuíta aos Refugiados.

PAR – Linha da Frente  ---  --- --- APOIO NOS PAÍSES DE ORIGEM

 

O QUE É?

Campanha de recolha de fundos, a lançar brevemente, com o apoio dos media, para o trabalho da Cáritas e do JRS no Médio Oriente (particularmente Síria, Líbano e Jordânia), no apoio a refugiados e deslocados internos.

 

COMO FUNCIONA?

Criação de uma conta bancária específica para o efeito, de gestão transparente, auditada por entidade independente, e com a totalidade dos donativos a reverter para o trabalho na linha da frente no apoio a estas pessoas.

Para a Linha da Frente advogamos a recolha de donativos, em vez da recolha de bens, a serem repartidos na totalidade entre duas instituições credíveis que já estão a trabalhar no terreno: Cáritas MO, JRS-MENA

Advogamos, desta forma, a vontade de responder às necessidades mais urgentes dos refugiados e dos deslocados internos à força, através da promoção da economia e do mercado local.

Desta forma, promovendo a economia e o mercado local, promovemos também uma maior estabilidade e segurança nas relações entre as populações de diferentes origens em zonas de conflito permanente.

Neste sentido que os projetos que venham a ser financiados pela PAR-Linha da Frente serão para todos, independentemente da fé que professem, do país de proveniência, da tribo a que pertençam e do estatuto que tenham (refugiados, idp, população local).

 

COMO AJUDAR?

Através de donativos, por transferência bancária ou via multibanco ou através de outras iniciativas que a PAR venha a considerar adequadas (espetáculos, eventos,..), excluindo unicamente peditórios públicos

 

Está a ser programada para os próximos dias uma  campanha de angariação de fundos que será divulgada a nível nacional

 

 

 

FAMILIA  CANDIDATA     A RECEBER  FAMILIAS DE REFUGIADOS

 Paróquia Gondomar/S. Cosme

 

NOME(Completo)____________________________________________________________

 

Nascimento____ /____ /_______; Fregue.de_____________-____________ Nacion. __________

 

Baptismo____/____/______ Paróquia__________Crisma____/____/______Paróquia__________

 

SERVIÇO(S) que faz  na PARÓQUIA________________________________________________

 

HABIL.LITER.____________________; PROFISSÃO_______________; TEL.SERV.__________

 

FORMAÇÃO CRISTÃ (Cursos …)___________________________________________________

 

ASSINA ALGUMA PUBLICAÇÃO ? ______; QUAL(IS) ? _______________________________

 

ESTADO_____________; TELEM______________; EMAIL______________________________

 

CONJUGE____________________________________________________________________

 

Nascimento ____ /____ /_______;Fregue.de_____________-____________ Nacion. __________

 

Baptismo____/____/_______

 Paróquia_____________________Crisma____/____/_______Paróquia____________________

 

 

 

SERVIÇO(S) que faz na  PARÓQUIA________________________________________________

 

HABIL.LITER.____________________; PROFISSÃO_______________; TEL.SERV.__________

 

FORMAÇÃO CRISTÃ (CURSOS…)_________________________________________________

 

ASSINA ALGUMA PUBLICAÇÃO ? ______; QUAL(IS) ? _______________________________

 

ESTADO_____________; TELEM______________; EMAIL______________________________

 

MORADA_______________________________________________CP_____-____ _________

 

TEL. RESID.______________;FAX_______________;    DATA CASAM    ____ / ____ / ______

 

------------------------------------------  XP  ---------------------------------------------

Tem Disponibilidade para Receber:

Uma Família____                                      Várias Famílias: Quantas ______

Com quantos Membros no Agregado Familiar____

Com Alojamento Autónomo:  SIM______; NÂO ______

Concretize a sua opção:

 ___________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________

DATA  ____ / ____ / _______                                                                                 Muito Obrigado

TODA A INFORMAÇÃO AQUI: http://www.refugiados.pt/

 

Pode seguir A NOSSA PARÓQUIA NO FACEBOOK: Ou Carregando: AQUI

 

Terminaram as Festas Rosário, de âmbito Paroquial e Concelhio.

 

Tempo de Festa, Alegria e Fé.

Momento de Família, de Cultura, Convívio e Arte,

que a todos envolve, eleva e pacifica.

As Festas cristãs são a mais lídima experiência de Humanidade e Espiritualidade

numa simbiose perfeita,

totalizante e sublime: a todos congrega, eleva e gera saudável convivência.

 

Graças a Deus, e por Ele mesmo, as nossas Festas são fonte de Socialização em Fraternidade e Liberdade.

 

Mas para que elas sejam esta feliz experiência, estruturante dos séculos,

há que sermos gratos e reconhecidos a todos os que

as pensam, preparam e realizam.

 

Grande Obrigado a todos em Geral, sem esquecer ninguém.

Destacamos:

Todos os Participantes e Romeiros, os Paroquianos,

A Confraria do Rosário e a Comissão de Festas,

A Autarquia: Câmara Municipal e Junta da União das Freguesias de Jovim, Valbom e S. Cosme, As Juntas de Freguesia do Concelho que amavelmente compareceram,

PSP, PM, Bombeiros Voluntários de Gondomar, Paraquedistas,

Todos os Organismos Paroquiais, as prestáveis e generosas Zeladoras, sempre com Bom gosto e sobriedade, o Coro da Ala Nun’Alvares, os Juízes de Cruz das Paróquias que vieram apesar da incerteza do tempo, as nossas dedicadas Funcionárias, Voluntários e Amigos, o GEOP(Grupo Executivo das Obras Paroquiais) num esforço acrescido acolhendo com alegria na Tenda da Amizade,

todos em geral.

Nossa Senhora do Rosário alcance para todos dons e graças temporais,

especialmente para a Confraria de S. Cosme e Damião e Nossa Senhora do Rosário, com Esposas e Famílias.

 

Bendito seja Deus pelo belo Testemunho, evangélico, de alegria e comunhão.

BOM DOMINGO, CAROS PAROQUIANOS, IRMÃOS NA FÉ E NAS ONDAS CIBERNÉTICAS. ABRAÇO MUITO AMIGO PARA TODOS. BOM DOMINGO DAS MISSÕES

 

Vosso Pároco: Padre Alípio Barbosa

 

 

< anterior   Seguinte >
J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
Patanol