J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
Gondomar - Reconhece e agradece todos os seus Filhos dedicados - Homenagem a Mário Marques Imprimir EMail

MISSA DE ACÇÃO DE GRAÇAS POR TODOS OS BENEMÉRITOS DE GONDOMAR

POR OCASIÃO DO DÉCIMO ANIVERSÁRIO DA MORTE DE MÁRIO MARQUES

 

Em sua Memória e homenagem

 

Dia 20 de Dezembro-2010(20.12.1918-2000)

 

Liturgia do Dia 20.12-Advento

 

Leitura I – Is 7, 10-14

Salmo Responsorial – Salmo 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. 7c e 10b)

Evangelho – Lc 1, 26-38

 

Acolhimento e Admonição Inicial –  Sentados

 

Caros Paroquianos, estimados Gondomarenses.

Às portas do Natal 2010, acolhemo-nos, reunimo-nos em Eucaristia, isto é, Acção de Graças ao Pai, por Jesus, na comunhão do Espírito Santo. À luz e exemplo de Maria vamos revestir-nos da luz do Espírito Santo, para sermos humildes como Ela, servirmos e cumprirmos fielmente a vontade do Pai.

A santa Missa que vamos celebrar, como sempre é memória e actualização da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. Aqui Ele renova o Dom total de Si Mesmo e nos envolve a nós como dom para os Irmãos, naquele Mandamento do Amor fraterno. Amar e servir, como Maria a Serva, a Escrava do Senhor.

Viemos aqui, louvar, cantar e agradecer ao Senhor que fez o Céu e a terra e tudo o que neles existe; o mundo e quantos nele habitam. Aclamar e bendizer, com toda a nossa alma, todos os distintos servos da Paróquia que Deus nos tem dado, até hoje.

Viemos, porque reconhecemos que o Senhor actua, salva, faz avançar a Historia e eleva a nossa qualidade de vida por meio de pessoas concretas: Isaías, João Baptista, José, Maria e tantos outros, que ao longo da tempo serviram e lutaram pelo Bem Comum, Progresso e solidariedade.

Hoje fazemos memória, grata e reconhecida, dum Paroquiano desta Célula da Igreja, da Cidade e Concelho de Gondomar: MÁRIO DOMINGOS MARQUES DOS SANTOS, conhecido simplesmente por Mário Marques. Figura tipo e típica de Gondomar: tipo porque é um entre muitos outros, coetâneos e conterrâneos. Ele representa a autêntica militância católica, o empenho apaixonado pelo Bem Comum, pela Justiça Social e o Progresso sustentado que viveu com outros, naquele contexto. Típica porque procurava o Bem, a bondade, como é apanágio das gentes da Cidade e concelho de Gondomar.

Este Dia 20, era o seu Aniversário natalício. Lá no distante 20 de Dezembro de 1918. Neste Ano 2010, ao completou-se uma Década da sua morte. Foi em 05 de Janeiro de 2000.

Se a Igreja faz esta Acção de Graças, em memória de tantos ilustres beneméritos e grandes homens que fizeram a nossa Terra, é para sermos fiéis aos nossos antepassados e aos valores que nos legaram; porque não podemos ser ingratos; para nos educarmos e educar os mais novos para o serviço ao Bem Comum; valorizar sempre o Associativismo, Cristão ou simplesmente Cívico como o viveu, entusiasticamente, Mário Marques que hoje recordamos, nesta singela Homenagem póstuma.

Como diz a sagrada Escritura em Ben Sirac: «Louvemos os homens ilustres, nossos antepassados, segundo as suas gerações. O Senhor deu-lhes grande glória e magnificência…(Ben Sir. 44, 1-2).

Foi o Senhor, que os chamou para servir e eles responderam SIM, como Maria, na sua condição de barro frágil. E são testemunho e desafio hoje a um laicado activo, fiel e fecundo.

Essencialmente queremos agradecer a Deus, este Dom que foi a sua vida, de serviço e paixão, para a Igreja e o Mundo. E porque da santa Missa se trata, pedimos para ele e todos, o descanso, a paz e a alegria eterna, no perdão dos seus pecados.

Silêncio  -  Todos se levantam.

 

E porque todos somos pecadores, confessemos os nossos pecados… 

 

HOMILIA

«Eis a Serva do Senhor».

Assim se entrega Maria aos desígnios maravilhosos e misteriosos de Deus. Grande sinal para o Mundo: “A virgem conceberá e dará à luz um Filho, o Emanuel, quer dizer, Deus connosco, Jesus.

Quem não vive para servir, não serve para viver. Maria é grande porque livremente se dá a Deus por amor dos Homens, e oferece-se à Humanidade pelo amor fiel a Deus. Neste tempo do Advento, contemplamos Maria totalmente entregue ao Senhor: «Eis a Serva do Senhor». Servir o Senhor na vida, na família, na fidelidade a cada hora e desafio, gerando em si e dando ao Mundo Cristo. Seus braços abrem-se para acolher e oferecer: Aqui na Anunciação; em Belém; ao apresentar o Filho no Templo; na vida familiar como Mãe e Esposa, e, sobretudo no alto do Calvário, ao receber o Corpo morto e retalhado de Jesus. Maria vai repetindo e actualizando a sua entrega: «Eis a Serva do Senhor».

E que obra maravilhosa e grandiosa aconteceu, por este Sim de Maria. A sua disponibilidade, o seu Amor fiel a Deus! A sua cooperação com as outras pessoas no serviço à Comunidade! «Eis a Serva do Senhor». Pois só quem vive dá e dá-se, dá vida e dá a sua própria vida. E mais tarde Jesus Cristo, manifestará plenamente este estilo de vida: «O Filho do Homem – Jesus Cristo, educado na escola da Mãe, Maria a Serva – não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida em resgate de muitos»(Mt. 29,28). E Jesus, o Emanuel, Deus connosco, põe como condição aos seus discípulos: «Pois, quem quiser salvar a sua vida há-de perdê-la/oferecê-la; mas, quem oferecer/perder a sua vida por minha causa há-de salvá-la(LC. 9, 24). E o Mestre dá o seu exemplo, que aprendeu na Familia, como Maria a Serva: «Eu estou no meio de vós como aquele que serve»(Lc. 22, 27). «Eis a Serva do Senhor». Maria, serva do Senhor, Mãe e modelo da Igreja. Toda a Igreja, todos os discípulos de Jesus, ontem, hoje e sempre, ou são servos do Senhor para os Irmãos ou não são!...

Estamos a encerrar a Missão Diocesana 2010, sob o lema: «Corresponsabilidade para a Nova Evangelização». O que é isto se não mais um apelo e confirmação, de que todos os cristãos baptizados hão-de ser servos, servirem, darem a sua vida? Quem não vive para servir não serve para viver.

Foi isto mesmo que o nosso irmão, paroquiano e concidadão descobriu num Cursilho de Cristandade: ser cristão é ser Apóstolo, servir com amor e ardor o nosso mundo, a Cidade dos Homens. E a partir daí redobrou o entusiasmo da sua vida.

Cada Pessoa, é ela e as suas circunstâncias. E o nosso irmão Mário Marques, foi ele e as suas circunstâncias. Serviu o Senhor na Igreja e no Mundo, com todos aqueles que o envolveram e com ele teceram a vida: A Família, os Amigos, os Sacerdotes com quem aferia o seu caminho apostólico e o Movimento dos Cursilhos de Cristandade, Sócios, Empregados, Colegas dos Organismos que dirigia ou pertencia, Esposa e Filhos. Todos lhe reconhecem uma vontade intrépida e um entusiasmo contagiante, uma consciência de amar e servir o Mundo, a Igreja, os mais carecidos.

Passaram dez anos da sua morte. Como todos, era mortal, com defeitos e pecados, porque humano e frágil. Vemos melhor as luzes e sombras da sua vida, neste crivo do Tempo que tudo purifica deixando brilhar o amor, esse facho de Luz que jamais se extingue. Pelo contrário, quanto mais o tempo passa, melhor vemos nele o servo do Pai, que buscava identificar-se com Jesus.

Era necessário fazer memória desta época de todos os valorosos servidores da Comunidade, consubstanciando a todos nesta figura ímpar: o Mário Marques.

O nosso homenageado, representa uma geração. É um estímulo e alento, para hoje prosseguirmos com aquela sua consciência de compromisso com a Igreja: desde a Liturgia, às Confrarias, Comissão Fabriqueira, até aos pobres. Mas nas grandes Obras dessa época, lá estava ele sempre pioneiro, a animar e apoiar. A sua consciência de que servir o Senhor, tem que ser principalmente fora da sacristia, levou-o a viver intensamente o Associativismo, de inspiração cristão ou não. Aos Doentes, Capuchinhos ou Centro de S. José, deu o melhor de si. Sempre cheio de alegria. Trabalhava e motivava todas a este serviço ao Homem total: Corpo e Espírito. Ele representa toda uma nobre geração que marcou a nossa Cidade e Concelho de Gondomar.

Ao encerrarmos a Missão Diocesana 2010, vamos também nós ver, ouvir, escutar o que o Senhor quer de nós. Celebrar o passado é enraizar o presente para construir um futuro digno, nobre, sustentável, numa Cultura da Vida e Valores. «Eis a Serva do Senhor». Eis uma geração que com o Mário Marques a capitanear e tantos outros na retaguarda, fizeram Gondomar progredir, na cultura, na justiça social e nas condições sócio-económicas.

Hoje tendemos mais para uma fé vivida na intimidade privada. Temos aqui, então,  também um desafio ao diálogo e compromisso, feliz e fecundo, entre a Comunidade cristã e o Mundo: na política, sócio-laboral, empresarial, desportivo, do lazer. A acção dos Fiéis-Leigos, é principalmente no Mundo, para aí servirem a causa do Homem todo – Corpo e Espírito e de todos os Homens sem sombras de exclusão.

«Eis a Serva do Senhor». Eis o servo do Senhor! Ontem o nosso irmão Mário Marques, Hoje cada um de nós.

 

 

Textos da Liturgia – 20 de Dezembro 2010
ORAÇÃO COLECTA
Senhor nosso Deus, que pela anunciação do Anjo quisestes que a Virgem Imaculada se tornasse Mãe do vosso Verbo e, envolvida na luz do Espírito Santo, fosse consagrada templo da divindade, ajudai-nos a ser humildes como ela, para cumprirmos fielmente a vossa vontade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


LEITURA I Is 7, 10-14
Leitura do Livro de Isaías
Naqueles dias, o Senhor mandou ao rei Acaz a seguinte mensagem: «Pede um sinal ao Senhor teu Deus, quer nas profundezas do abismo, quer lá em cima nas alturas». Acaz respondeu: «Não pedirei, não porei o Senhor à prova». Então Isaías disse: «Escutai, casa de David: Não vos basta que andeis a molestar os homens para quererdes também molestar o meu Deus? Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: a virgem conceberá e dará à luz um filho e o seu nome será Emanuel».
Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 23 (24), 1-2.3-4ab.5-6 (R. 7c e 10b)
Refrão: O Senhor virá: Ele é o rei da glória. Repete-se
Ou: Venha o Senhor: é Ele o rei glorioso. Repete-se

Do Senhor é a terra e o que nela existe,
o mundo e quantos nele habitam.
Ele a fundou sobre os mares
e a consolidou sobre as águas. Refrão

Quem poderá subir à montanha do Senhor?
Quem habitará no seu santuário?
O que tem as mãos inocentes e o coração puro,
que não invocou o seu nome em vão nem jurou falso. Refrão


Este será abençoado pelo Senhor
e recompensado por Deus, seu Salvador.
Esta é a geração dos que O procuram,
que procuram a face do Deus de Jacob. Refrão


ALELUIA
Refrão: Aleluia Repete-se
Ó Chave da casa de David, que abris
e ninguém pode fechar, fechais e ninguém pode abrir:
vinde libertar os que vivem no cativeiro das trevas
e nas sombras da morte. Refrão


EVANGELHO Lc 1, 26-38
«Conceberás e darás à luz um Filho»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo, o Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem chamado José, da descendência de David. O nome da Virgem era Maria. Tendo entrado onde ela estava, disse o Anjo: «Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo». Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela. Disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Conceberás e darás à luz um Filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David; reinará eternamente sobre a casa de Jacob e o seu reinado não terá fim». Maria disse ao Anjo: «Como será isto, se eu não conheço homem?» O Anjo respondeu-lhe: «O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus. E a tua parenta Isabel concebeu também um filho na sua velhice e este é o sexto mês daquela a quem chamavam estéril; porque a Deus nada é impossível». Maria disse então: «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra».

Palavra da salvação.



ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Olhai benignamente, Senhor, para este admirável sacramento, pelo qual se renova entre nós o único sacrifício de Cristo, e concedei que, pela participação nestes santos mistérios, recebamos na fé os bens que esperamos. Por Nosso Senhor.

Prefácio do Advento II


ANTÍFONA DA COMUNHÃO cf. Lc 1, 31
O Anjo do Senhor disse a Maria:
Conceberás e darás à luz um Filho e o seu nome será Jesus.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Defendei, Senhor, com a vossa protecção aqueles que alimentais com o pão do Céu, de modo que, ao saborearem os vossos sacramentos, encontrem a alegria da verdadeira paz. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

                                    O Pároco: Padre Alípio Germano Barbosa

< anterior   Seguinte >
J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
Patanol