J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
33-Informação Paroquial de 18 a 25 de Agsoto 2013 Imprimir EMail

INFORMAÇÃO  PAROQUIAL  DE 18 A 25 DE AGOSTO DE 2013

1.    Peregrinação Paroquial– Nossa Senhora do Carmo da  Penha – Guimarães, Dia 1 de Setembro: Incrições na Sacrista da Igreja Matriz  e em todos os Centros. Prazo de Inscrição: Até 25 de Agosto.

2.    Sensibilização e apelo à Dádiva de Sangue: A Associação de Dadores de Sangue de Gondomar vai realizar mais uma colheita de sangue, no Pavilhão Multiusos de Gondomar nas seguintes datas e horários Dias 17 e 18 de Agosto das 09h00 ás 12h30 - Dê Sangue e salve vidas

3.    FESTA PAROQUIAL EM HONRA DO SENHOR DOS AFLITOS DO CALVÁRIO – No próximo domingo, dia 25, Na Capela do Calvário. Toda a Comunidade está convocada.

a.      Às 11:00h, Missa Solene.

b.      Às 17:00h, Procissão, pelas ruas circundantes. Colchas nas varandas e todos se devem incorporar na Procissão.

4.    SegundaFeira – às 10:00h -  Missa Ação de Graças às, por todos Benfeitores

5.    Marcação de Casamentos para 2013 – A partir de 03 de Setembro 2013.

6.    Dia 25 de Agosto, Não há Oração do Rosário com as Familias – Retoma a 25 de Setembro.

7.    Está a ser distribuído o Jornal Caminhando – Edição especial das Festas Sacerdotais. Contribuição mínima 0,50€.

8.  Quem pensa Batizar ou ser Padrinho precisa aparecer com muita antecedência: no mínimo 3 meses. A Bênção das Mães grávidas é momento feliz para esta preparação.

9.  DIREITOS PAROQUIAIS – Todas as Famílias cristãs, tê o direito e o dever de participar na missão da Igreja: na Caridade, na promoção da Justiça Social e Dignidade Humana, no Apostolado e na partilha de Bens: espirituais e materiais, do Ser e do Ter. É uma obrigação anual de todas as Famílias. Em Portugal, está indicado a partilha em todas as Eucaristias, nas Campanhas e sempre um Dia de Rendimento da Família para a Comunidade. Quem não puder, ou precisar de apoio, estará totalmente à vontade propondo a situação.

 

MISSAS DOMINICAIS NA MATRIZ – HORÁRIO DE VERÃO:  Agosto      

AGOSTO

SÁBADO: 19;00H E 21;30H

DOMINGO: 07;30 E 09;30H   -   NÃO HÁ MISSA ÀS 11H, NEM ÀS 19;

 

ACONTECE PROXIMAMENTE – REGISTE JÁ E RESERVE DISPONIBILIDADE

 

§  PROCISSÃO DE VELAS DO MONTE CRASTO PARA MATRIZ- Dia 6 de Setembro às 21:30h.

§  BÊNÇÃO DAS MÃES GRÁVIDAS – Dia 08 de Setembro – Festa do Nascimento de Nossa Senhora – às 11.00h, na nossa Igreja Paroquial. Pedimos Inscrição prévia na Sacristia, por favor.

§  Ano 2017 Centenário da Senhora do Rosário de Fátima. Tema do Ano 2013: «Não tenhais medo»

§  Pode também acompanhar a vida da nossa Comunidade e melhor vir às Celebrações e Eventos, em http://goo.gl/TFvOS Experimente o link.

 

A nossa Comunidade Paroquial de Gondomar/S. Cosme e S. Damião, viveu mais um feliz momento neste Ano da Fé: Missa de Ação de Graças pelo Jubileu sacerdotal dos 25 Anos do nosso Pároco e 50 do P. Damião Basto. Mais uma vez experimentamos a felicidade de sermos “Povo de Deus – Povo Sacerdotal”. Desde a preparação envolvendo toda a Paróquia, na santa Eucaristia com todos os Organismos, Coros e Acólitos paroquiais representados. Até ao convívio num repasto volante, aberto a todos, dentro duma sobriedade condicente com os tempos que vivemos. Quanta beleza e comunhão humana e espiritual. Festa, alegria, júbilo, ação de graças, o Caminhando especial, muitos sacerdotes, Cristãos de outras Paróquias, convívio tão saudável e entre todos os estratos sociais. Quanta generosidade, bondade e partilha dos corações, da fé, em esperança e súplica ao Senhor, para que nos conceda muitas vocações. Jesus Sacerdote conceda a todos Graça e Misericórdia. Grande Obrigado a todos os que participaram, ajudaram ou contribuíram de qualquer forma. Gondomar escreveu mais uma página doirada, naturalmente com imperfeições: total ausência das Crianças e Jovens; total desinteresse de algumas pessoas e Organismos paroquiais que fizeram falta. À Comissão das Festas Sacerdotais, a todos os Servidores permanentes, e desta ocasião, aos Benfeitores, a todos os que expressaram, com gestos e palavras ou mensagens a sua comunhão, Bem Hajam. O Senhor os cumule de saúde, paz e amor. Continuamos nesta caminhada. Festas Sacerdotais, com, por e para todo o Povo de Deus, cientes de que “Só o Senhor é digno de toda a glória e louvor”.

 

DOMINGO XX – Tempo Comum C   EVANGELHO -  Lc 12, 49-53

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Eu vim trazer o fogo à terra e que quero Eu senão que ele se acenda? Tenho de receber um baptismo e estou ansioso até que ele se realize. Pensais que Eu vim estabelecer a paz na terra? Não. Eu vos digo que vim trazer a divisão. A partir de agora, estarão cinco divididos numa casa: três contra dois e dois contra três. Estarão divididos o pai contra o filho e o filho contra o pai, a mãe contra a filha e a filha contra a mãe, a sogra contra a nora e a nora contra a sogra».
Palavra da salvação
.

A BELEZA  E A VERDADE DA LITURGIA

CONGREGAÇÃO PARA O CULTO DIVINO E A DISCIPLINA DOS SACRAMENTOS

INSTRUÇÃO

REDEMPTIONIS SACRAMENTUM

Sobre algumas coisas que se devem observar
e evitar acerca da Santíssima Eucaristia

ÍNDICE

 PROÊMIO [1-13]

CAPÍTULO I

A ordenação da sagrada Liturgia [14-18]

1. O Bispo diocesano, grande sacerdote de seu rebanho [19-25]
2. A Conferência de Bispos [26-28]
3. Os presbíteros [29-33] 4. Os diáconos [34-35]

CAPÍTULO II

A participação dos fiéis leigos na celebração da Eucaristia

1. Uma participação ativa e consciente [36-42]
2. Tarefas dos fiéis leigos na celebração da santa Missa [43-47]

CAPÍTULO III

A celebração correta da santa Missa

1. A matéria da Santíssima Eucaristia [48-50]
2. A Oração eucarística [51-56]
3. As outras partes da Missa [57-74]
4. A união de vários ritos com a celebração da Missa [75-79]

CAPÍTULO IV

A sagrada Comunhão

1. As disposições para receber a sagrada Comunhão [80-87]
2. A distribuição da sagrada Comunhão [88-96]
3. A Comunhão dos sacerdotes [97-99]
4. A Comunhão sob as duas espécies [100-107]

CAPÍTULO V

Outros aspectos que se referem à Eucaristia

1. O lugar da celebração da santa Missa [108-109]
2. Diversos aspectos relacionados com a santa Missa [110-116]
3. Os vasos sagrados [117-120]
4. As vestes litúrgicas [121-128]

CAPÍTULO VI

A conservação da santa Eucaristia e seu culto fora da Missa

1. A conservação da Santíssima Eucaristia [129-133]
2. Algumas formas de culto à santa Eucaristia fora da Missa [134-141]
3. As procissões e os congressos eucarísticos [142-145]

CAPÍTULO VII

Ministérios extraordinários dos fiéis leigos [146-153]

1. O ministro extraordinário da sagrada Comunhão [154-160]
2. A pregação [161]
3. Celebrações particulares que se realizam na ausência do sacerdote [162-167]
4. Aqueles que têm sido afastados do estado clerical [168]

CAPÍTULO VIII

As Correções [169-171]

1. Graviora delicta (Atos Graves) [172]
2. Os atos graves [173]
3. Outros abusos [174-175]
4. O Bispo diocesano [176-180]
5. A Sé apostólica [181-182]
6. Queixas pelos abusos em matéria litúrgica [183-184]

CONCLUSÃO [185-186]

Continuação: 

CAPÍTULO VIII

5. A Sé Apostólica

[181.] Em várias vezes a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos tenha notícia, ao mínimo provável, de um delito ou abuso que se referir à Santíssima Eucaristia, o fará saber ao Ordinário, para que investigue o fato. Quando resulte um fato grave, o Ordinário envie quanto antes, a este Dicastério, um exemplar das atas da investigação realizada e, quando seja o caso, da pena imposta.

[182.] Nos casos de maior dificuldade, o Ordinário, pelo bem da Igreja universal, de cuja solicitude participa por razão da mesma ordenação, antes de tratar a questão, não omita solicitar o parecer da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos. Por sua vez, esta Congregação, em vigor das faculdades concedidas pelo Romano Pontífice, ajude ao Ordinário, de acordo com o caso, concedendo as dispensas necessárias[289] ou comunicando instruções e prescrições, as quais devem ser seguidas com diligência.

6. Queixas por abusos em matéria litúrgica

[183.] De forma muito especial, todos procurem, de acordo com seus meios, que o santíssimo sacramento da Eucaristia seja defendido de toda irreverência e deformação, e todos os abusos sejam completamente corrigidos. Isto, portanto, é uma tarefa gravíssima para todos e cada um, excluída toda acepção de pessoas, todos estão obrigados a cumprir esta trabalho.

[184.] Qualquer católico, seja sacerdote, seja diácono, seja fiel leigo, tem direito a expor uma queixa por um abuso litúrgico, ante ao Bispo diocesano e ao Ordinário competente que se lhe equipara em direito, ante à Sé apostólica, em virtude do primado do Romano Pontífice.[290] Convém, sem dúvida, que, na medida do possível, a reclamação ou queixa seja exposta primeiro ao Bispo diocesano. Para isso se faça sempre com veracidade e caridade.

- Continua

 

< anterior   Seguinte >
J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
Patanol