J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
MISSA SOLENE de Júbilo e Ação de Graças Imprimir EMail

IGREJA  VIVA

Missa Solene de Júbilo e Ação de Graças

 

 

ADMONIÇÃO AO ÓSCULO DAS MÃOS E BÊNÇÃO NEO-SACERDOTAL

«Dá-nos mãos ungidas que nos guiem, entrega-nos Pai quem nos conduza, até sermos todos em ti». Assim cantaremos, enquanto o neo-prebitero, acolhe e abençoa, com suas mãos todos nós aqui presentes.

Na Ordenação presbiteral, o Bispo unge com o óleo do santo Crisma as mãos do novo padre. Depois, o novo padre, coloca as suas mãos entre as mãos do Bispo e renova a sua disponibilidade e alegria para a Obediência:

- “Prometes-me a mim e aos meus sucessores Obediência e Reverência ?”

Sim, prometo, responde o neo-presbítero.

 

Mãos para conduzir às águas refrescantes; Mãos que guiam por sendas direitas por amor. Mãos que se abrem e repartem o Pão, mãos ungidas que acolhem e amparam os pobres, os fracos, os doentes. Mãos que corrigem e orientam, porque mãos entrelaçadas nas do Bispo, em estreita comunhão e obediência com o Pastor diocesano e o presbitério.

 

Mãos ungidas, que nos dão o Corpo de Cristo, que batizam, abençoam o amor conjugal em Matrimónio, que ungem os corpos cansados dos doentes, que abençoam e perdoam os pecados em nome de Jesus.

 

«Dá-nos mãos ungidas que nos guiem,

entrega-nos Pai quem nos conduza,

até sermos todos em ti».

 

Agora vamos todos saudar o neo-presbítero, Padre Pedro, receber a sua Bênção de neo-sacerdotal, beijar as suas mãos, com este sentido.

 

E felicitá-lo pelo dom recebido do Senhor, que agora vai viver em serviço, nas Comunidades de Arouca, em nome de Cristo Bom Pastor.

 

 

Para que tudo decorra com muita ordem, beleza e dignidade, faremos desta forma: o Padre Pedro estará dentro da Igreja Paroquial, no Arco. Para aí nos dirigimos, pelo Corredor Central, em duas filas, enquanto cantamos com o Coro. Depois voltamos para fora, saindo pelas Portas laterais. Sempre com especial atenção aos Idosos, Doentes, Grávidas ou Mães com Crianças ao colo. Muito Obrigado pela ooperação.

 

 

PALAVRA FINAL DO PÁROCO

 

Missa Solene de Júbilo e Ação de Graças,

 

Do

 

P. Pedro Miguel Amorim Rodrigues.

 

Caro Padre Pedro,

Irmãos no Sacerdócio ministerial, Diáconos, estimados Religiosos, amados irmãos e irmãs no comum sacerdócio batismal de Jesus: Paroquianos de Gondomar/S. Cosme, de S. Martinho de Bougado/Trofa, todos os Fiéis que acabamos de celebrar o mais santo mistério da nossa Fé: a Eucaristia, sacrifício e Banquete memorial de Jesus. Caros Irmãos da Comissão das Festas sacerdotais, Membros dos Organismos e Centros Paroquiais, caros Jovens, queridos Meninos da Catequese;

Exmas. Autoridades e Entidades Autárquicas, Civis, militares e para-militares. Connosco estão também os doentes e outros irmãos impossibilitados, que estão cá em comunhão espiritual.

Depois da Missa Nova do Padre Pedro, na sua Paróquia natal, a Trofa, vivemos esta Missa Solene de Júbilo, Louvor, Adoração e Ação de Graças pelo Sacerdócio. Aliás sem sacerdotes, não há Eucaristia, portanto Igreja. Celebramos aqui fora, com tanto esforço e alguma incomodidade, para que toda a Catequese, Jovens e Povo em geral pudesse vir dar Graças, receber a Bênção neo-sacerdotal e dar um ósculo nas mãos do Novo Padre. De 10 Julho 2011 a 26 Setembro 2014, vamos viver um tempo sacerdotal, com este lema: «Povo de Deus – Povo Sacerdotal». Foi a ordenação diaconal do Pedro e Adalberto Vieira para Diácono Permanente, esta Ordenação, Missa Nova e o envio do Padre Pedro para as seis Paróquias de Arouca.

Em 2013, 25 anos do Pároco e Bodas de Ouro do Padre Damião Olindo Bastos, Filho de São Cosme;

Em 2014, Bodas de Prata Sacerdotais doutro Filho de São Cosme e São Damião, o Padre José Nuno Ferreira da Silva. Terminando na Solenidade dos nossos santos Padroeiros, 26 de Setembro, Cosme e Damião. Entretanto, viveremos o Ano da Fé, enquanto nos preparamos para o Grande Jubileu (e Ano Santo Mariano?) dos Cem Anos de Fátima em 2017.

Povo de Deus – Povo Sacerdotal, neste lapso de tempo. Tempo de Oração, Reflexão, Conscientização de toda a Comunidade como Povo de Deus – Povo Sacerdotal, na Comunhão da Fé e na Corresponsabilidade, entre o Sacerdócio Comum e Ordenado, na mesma missão: evangelizar a cultura. Nesta caminhada se entende toda a solenidade e abrangência do dia de hoje. Com o Ano da Fé, os Cinquenta do Vaticano II, havemos de ser e crescer cada vez mais na Fé, na Esperança e no Amor, feito Comunhão e humilde serviço na obediência e fervor. Em unidade paroquial, erradicando dos nossos corações e Organismos toda a divisão e indiferença, para respondermos aos tremendos desafios do nosso tempo.

Rogamos humildemente ao Senhor este Dom da Unidade, na Fé cristã, a Fé da Igreja. Pedimos ao Dono da Seara, que mande, que chame em Gondomar muitos trabalhadores para a sua Seara.

E vós, Meninos aqui presentes?

E vós, Jovens com o coração a palpitar em busca duma plenitude de vida e felicidade?

Já escutastes o apelo de Jesus,

por todas estas circunstâncias do nosso Tempo?

 

O Chamamento de Deus não é só para os outros!

Cristo conta comigo, contigo, com todos.

Com as Famílias, e convosco Pais e Filhos aqui presentes.

E se Ele me chama?

Responde sim, sem medo.

Se te chama é porque te ama.

E lembrai-vos do lema sacerdotal do Padre Miguel Amorim Rodrigues:

 

“É pela graça de Deus que sou o que sou

E a Sua Graça em Mim não foi em vão”

( 1 Cor 15,10).

 

 

Gondomar/S. Cosme, 21 de Julho de 2012 – Sábado,

Missa Vespertina – XVI Dom B

                O Pároco: P. Alípio Barbosa

 

 

REFLEXÃO EXTRA, NÃO É PARA LER:

 

«…Muitas vezes cobrimos a cara com as mãos para esconder o choro ou a vergonha ou para nos isolarmos na meditação. Ora bem, depois da mente e dos olhos, as mãos são o terceiro sinal corporal que encontramos na Palavra de Deus desta liturgia. É na cena evangélica que mostra, quase escondida entre a multidão a escutar Jesus, também a sua mãe Maria. Cristo estende a mão para os discípulos e define o vínculo íntimo que o une à sua mãe e a todos nós. É o enlaçar das mãos. E logo a seguir afirma: “Quem faz a vontade do meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.

“Fazer”, operar é o verbo típico das mãos. Não devemos ter medo de sujar as mãos, ajudando os miseráveis da terra: para que servirá ter as mãos limpas, se as temos no bolso? Um autor espiritual, Thomas Merton, afirmava: “ A vida escapa-nos das mãos, pode escapar como areia árida ou como semente fecunda de obras justas”. O aperto de mãos que nos daremos como sinal de paz seja a promessa de fraternidade operativa, cumprindo “a vontade do Pai que está nos céus”. Fazendo assim, daremos a nossa mão ao próprio Deus e, como dizia o escritor francês, Julien Green, “quando se dá a mão a Deus, ele não larga facilmente a presa”…»(Homilia do Card. Gianfraco Ravasi, Fátima, 13 de Maio 2012).

 

AGRADECIMENTOS FINAIS 

 

 Depois da ósculo e bênção sacerdotal

 

P. Pedro Miguel Amorim Rodrigues.

 

Caro Padre Pedro,

Irmãos no Sacerdócio ministerial, Diáconos, estimadas Religiosas, amados irmãos e irmãs no comum sacerdócio batismal de Jesus: Paroquianos de Gondomar/S. Cosme, de S. Martinho de Bougado/Trofa, de outras Comunidades e Movimentos eclesiais, dedicados Membros dos Organismos e Centros Paroquiais, caros Jovens, queridos Meninos da Catequese;

Exmas. Autoridades e Entidades Autárquicas, Civis, Associativas.

A todos os presentes e vossas famílias, o Senhor agradeça, recompense e conceda todos os seus Bens, temporais e Espirituais. É tudo quanto lhes desejamos. Bem Hajam. O nosso imenso obrigado, pela presença, pela Instituição que representam, pela cooperação que mais uma vez realizamos em prol do Bem Comum. É-nos muito grato reconhecer e acolher o Senhor Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Major Valentim Loureiro e sua Exma. Esposa; o Senhor Presidente da Junta de Freguesia de Gondomar, Dr. António Macedo, com sua Exma. Esposa; os Senhores Vereadores Joaquim Castro Neves e Exma. Esposa, (Demais membros do Executivo da Câmara e da Junta). A nossa Paróquia, está muito grata e feliz pela cooperação constante, no respeito pelas competências de cada um, mas todos para todos. A colaboração da Câmara e da Junta nesta Festa, como acontece habitualmente, foi preciosa. Na logística, limpeza e manutenção e outros apoios.

 

Muito Obrigado a todos os que tornaram possível este momento tão rico e feliz, e que sempre estão ao serviço, para o Bem total da nossa Cidade. Graças, Senhor por todo o Povo sacerdotal, aquelas pessoas simples, anónimas, alegre e felizes que firme e responsavelmente estão sempre prontas a servir, com humilde nobreza. Bendito seja Deus por todo o Povo que rezou, tanto trabalhou, em verdadeira união e cooperação. Foi imenso o trabalho mas maior o entusiasmo.

 

Mais uma vez temos connosco e estamos muito gratos

·        Bombeiros Voluntários de Gondomar;

·        O Pessoal Médico e Para-médico;

·        As Instituições e Comerciantes que nos ajudaram, particularmente para a Merenda-Convívio; Todos os Centros, suas Comissões as três Confrarias; Benfeitora Anónima, que o Senhor bem conhece e agradece.

·        O GEOP(Grupo Executivo das Obras Paroquiais), com o nosso Diácono permanente Adalberto Vieira, O Bar e Tenda da Amizade, todos tão generosos e humildes;

·        O GAC(Grupo de Animação e Cultura);

·        As nossas dedicadas Funcionárias que são também Voluntárias;

·        A todos os servidores da Liturgia e Decoração, Aos Benfeitores que deram a sua oferta para a Prenda ao Padre Pedro; aos que vão ajudar a financiar estas Despesas;

·        Aos Membros dos Coros, especialmente aos seus Maestros e Diretores, que nos elevaram o coração, e tocaram o mais profundo da alma, formando este Grande Coro tão belo e Litúrgico. Algo inédito e feliz nestes últimos dez Anos. Quanto amor – e até calor – e trabalho nos ensaios.

·        Ao Prof. Nuno Bessa, que não sendo Paroquiano, tem sido a pessoa mais maravilhosa e generosa para a comunidade, nesta área. Tem sido duma generosidade, duma doação gratuita, que nunca mais esqueceremos nem poderemos agradecer. A sua fidelidade, ao magistério da Igreja, à Paróquia, competência, sábia pedagogia para pequenos e grandes, a Escola de Música que fundamos, os Crismas, Festas da Catequese, Espetáculos da Catequese, os Encontros de Coros Infanto-Juvenis no Crasto, os Encontros Coros Matriz ou Coro dos Pequenos Cantores belgas, entre nós, tudo tem a sua marca. Muito Obrigado Prof. Nuno Bessa. Obrigado especial à Esposa, Dra. Susana, com vossa Filhinha, que o veem tanto tempo ausente … mas numa boa causa e em boa companhia.

·        Todos os Sacerdotes e Diáconos que vieram estar connosco….

·        A toda a Comissão das Festas Sacerdotais, com membros de todos os Centros e organismos paroquiais. Tem aqui um ponto alto, para continuar a sua missão, neste tempo sacerdotal. Incansáveis, nesta maratona de fundo.

·        Aos queridos Irmãos da Trofa, a nossa saudação, acolhimento e gratidão pelo vosso testemunho cristão de Paróquia briosa e unida e porque destes à Igreja mais um Sacerdote.

Padre Pedro, Jovem sacerdote, irmão e colega, futuro Pároco de seis Paróquias em Arouca, graças a Deus contigo e por ti. Pois Jesus Cristo no seu chamamento e tu na audaciosa resposta, na Igreja nossa Mãe, sois a razão deste nosso instante, com marcas de eternidade. Felicidades! Gondomar, estará sempre contigo e para ti. A Graça de Deus, torne fecunda a tua missão.

Segundo o teu lema presbiteral: Lema sacerdotal do futuro Padre:

 

“É pela graça de Deus que sou o que sou.

E a Sua Graça em Mim não foi em vão”

( 1 Cor 15,10).

 

A Deus Nosso Senhor, a ti, a todos quantos direta e indiretamente prepararam e realizaram tão feliz acontecimento, às pessoas e Instituições referidas, Deus abençoe e santifique a todos. Para todos o nosso louvor, gratidão e carinhoso aplauso numa cordial salva de palmas.

 

            Gondomar/S. Cosme, Sábado: 21 de Julho de 2012 – XVI Dom. Comum B,

            Átrio da Quinta da Igreja, Bar e Tenda da Amizade,

                        O Pároco: P. Alípio Barbosa

< anterior   Seguinte >
J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
Patanol