J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
VIDA NOVA - Entrevista Pároco: Páscoa 2005 Imprimir EMail

          

            Com muito gosto partilho a vivência da Missão Bíblica em Gondomar de 18 a 27 de Fevereiro de 2005. Desde já agradeço ao VIDA NOVA, o convite e a pertinência das questões colocadas. Tentarei ser conciso e, sobretudo, olhar o futuro.

A Missão Bíblica satisfez as suas expectativas? Ficou aquém, excedeu ou foi como sonhou?

Nos acontecimentos e na acção do Espírito de Deus na história, há o que nós avaliamos, aquilo que a Comunidade cresceu, a luz que irradiou para os que não têm vivência comunitária, o dinamismo e a comunhão que edificou, a forma como o mundo externo entendeu o sinal da Missão e como Deus a terá visto.

“Pelo sonho é que vamos”, porque “sempre que o homem sonha o mundo pula e avança”, na feliz expressão dos nossos poetas. O sonho era envolver toda a Paróquia ou pelo menos com os que frequentam a Eucaristia habitualmente tentarmos uma ponte com a multidão de irmãos nossos que chegados a Gondomar estão ainda em processo de enraizamento. Neste sentido foi um sinal. Não apenas de sentido obrigatório, mas também obrigação de avançarmos a velocidade superior a …nas Auto-estradas do novo Milénio.

Foi um grande Acontecimento. Um verdadeiro Pentecostes, um Tempo de Graça e Misericórdia. O essencial é sempre incomensurável e invisível aos olhos. Quanto amor, esforço, tamanha generosidade, desde os Jovens, às Crianças, Animadores paroquiais, os Missionários, as três Comunidades religiosas de Gondomar, as Escolas; a oração e oblação dos doentes e idosos, o carinho das Famílias que acolheram as Assembleias Familiares Vida e Bíblia, a expectativa ansiosa e a alegria dos Animadores das Comunidades; a generosa cooperação da Autarquia, Câmara Municipal e Junta de Gondomar. O amor e ardor dos dois missionários responsáveis: Frei António Martins e Frei Dino Costa; o carinho e acolhimento da Fraternidade, Senhora Mãe dos Homens.

A felicidade dos leigos, por redescobrirem que também são missionários, os principais dinamizadores da Missão. A beleza do convívio, à volta da Palavra, no seio da Família; o fascínio que foi contactar com a sagrada Escritura. A “Família dos vizinhos”, reunidos na luz e aconchego do lar, quando lá fora é noite e faz muito frio. A fadiga e audácia dos Missionários, a busca e encontro da noite com as Assembleias, o testemunho do Casal missionário.   

Jamais esquecerei o testemunho que foi os Missionários, todos Religiosos da Paróquia, com o Casal missionário, o Pároco, os leigos de Gondomar, Capuchinhos e Religiosas vindos das mais longínquas paragens: partilhávamos juntos o pão e a oração, com alegria e simplicidade. E todos nos entendíamos, nos amávamos, num só coração e numa só alma, na mesma e única Missão da Igreja… E todos, católicos ou outros, entendiam e admiravam Aquele de quem lhes falávamos. Isto foi uma forte rajada do Vento Criador, que encheu toda a Casa, porque todos foram capazes de falar e de acolher a mesma língua: «Viver e anunciar o Evangelho em Comunidade»

Qual terá sido, para si, o momento mais marcante – o ponto mais alto – de toda a Missão?

Sem dúvida: o Encerramento. Pelo que significava de meta e coroa, mas também de Bênção e Partida para uma nova aurora de evangelização. A presença e magistério do Bispo connosco, aquela bênção, com a Bíblia da Missão, aos quatro pontos cardeais, foi a confirmação da nossa Paróquia na sintonia com a Igreja Local e Universal e o Envio de todos – Animadores e Famílias – para «viver e anunciar o Evangelho em Comunidade».

Quais as expectativas para o pós-Missão?

Em Ano da Eucaristia redescobrir a centralidade da Escritura. Isto é, Palavra e Sacramento, fecundam a nossa vida pessoal e comunitária. Somos impelidos pelo magistério e pelos apelos do mundo a uma dinamização bíblica de toda a Pastoral. Consolidar as Assembleias Familiares Vida e Bíblia.  Os leigos estão entusiasmados para continuar. Para que não seja uma bonita experiência pontual e sentimental, mas um verdadeiro Movimento Bíblico, no espírito da Lectio Divina.

Breve Apelo/Mensagem

Termino com o início da Homilia do Bispo D. António Maria Taipa: «É com toda esta solenidade que hoje damos início a uma nova etapa da vida desta Comunidade de S. Cosme de Gondomar. É, será o fruto que queremos e esperamos de uma semana intensa de encontro, que se quis profundo e aturado, com a Bíblia: Viver e anunciar o Evangelho em Comunidade».                       

A todos um Bem Hajam. 19 de Março de 2005-O Pároco, P. Alípio Barbosa

< anterior   Seguinte >

Noticias da Actualidade

Estatísticas desde JAN/05

Visitantes: 12997709

Utilizadores Online

Temos 34 anónimos online
J.A.T. template series was designed 2006 by 4bp.de: www.4bp.de, www.oltrogge.ws
Patanol